A luta vem e eu Murmuro

A luta vem e eu Murmuro

Leia: Salmo 50.15

Vimos ontem que Asafe se isolou, um grande erro quando passamos por dificuldades.

As lutas muitas vezes são inexplicáveis em nosso coração, isso gera uma vontade de isolamento, um sentimento de que ninguém nos entende ou possa ajudar. Asafe começou a ter uma perspectiva de murmurar contra o próprio Deus.

O dia da angústia é tão pesado, é tão denso, é tão escuro, é tão tenebroso que você não encontra saída à sua volta.

Você precisa voltar o seu olhar para cima, para o alto e perguntar: de onde me virá o socorro? Ele diz para clamarmos, Ele não só irá nos consolar como também nos dar uma solução.

A segunda lição desse texto não é mais uma ordem, mas é uma promessa de Deus. Deus diz assim: invoca-me no dia da angústia e eu te livrarei.

Veja Jó 2:9

“Então sua mulher lhe disse: Ainda reténs a tua sinceridade? Amaldiçoa a Deus, e morre.

Talvez no dia da angústia você tem murmurado, reclamado, se insurgido contra Deus como a mulher de Jó. Mas quando Deus intervém, quando Deus se manifesta, quando Deus traz alívio, perdão, cura, restauração, renovo, em vez de ter lamento, em vez de ter murmuração, em vez de ter palavras duras nos seus lábios, você despeja da sua alma torrentes de ações de graças, você adora a Deus, você reconhece Deus como razão da sua vida, como o seu salvador, como o seu Senhor, como o seu consolador, como o seu resgatador.

Na Prática!

Leia novamente o Salmo 50:15 , medite nele.

Faça agora uma oração, peça perdão pelas vezes que murmurou e declare sua confiança Nele.

Pr.Wellington Camargo

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *